top of page

Dúvidas comuns sobre a amigdalectomia (cirurgia de retirada das amígdalas)

A amigdalectomia (cirurgia de retirada das amígdalas) é uma das cirurgias mais realizadas no mundo inteiro.


Nesse post vou apresentar as sete dúvidas que mais me perguntam sobre essa cirurgia:


1 - a amígdala vai fazer falta? vai ter infecções em outro lugar? Não, apesar da amígdala ser um local de defesa, o nosso sistema respiratório dispõe de outros mecanismos que suprem essa falta.


2 - tem pontos?

Normalmente não, porém, se por algum motivo for necessária a sutura com pontos, esses pontos são reabsorvidos sozinhos, não sendo necessária a remoção.


3 - como é feita?

A cirurgia é feita toda por dentro da boca, sem deixar nenhum tipo de cicatriz no rosto. Ela pode ser feita com bisturi, eletrocautério ou laser - todas essas técnicas apresentam resultados semelhantes.


4 - como é a recuperação?

Na criança geralmente é mais rápida do que no adulto. Em torno de uma semana, a criança menor já não sente dor e está praticamente 100% recuperada, na maioria dos casos.


5 - ela pode crescer novamente? Não, diferente da adenóide, que eventualmente pode crescer novamente, a amígdala, após removida, não volta mais.


6 - é necessário o uso de antibióticos no pós-operatório?

Não, as medicações recomendadas geralmente são apenas para controle da dor.


7 - tem riscos?

Como todo procedimento cirúrgico, existem riscos, porém, hoje em dia, o risco de complicações é baixo. As complicações mais comuns são: dor pós-operatória, sangramento, náuseas/vômitos e infecção local.


1 visualização0 comentário
bottom of page